Judia de Mim (part. especial Zeca Pagodinho)

Judia de mim, judia
Seu eu não sou merecedor desse amor
Se eu choro
Será que você não notou 
É a você que eu adoro 
Carrego esse meu sentimento
Sem ressentimento
É, a cana quando é boa
Se conhece pelo nó
Assovio entre os dentes
Uma cantiga dolente
Entre cacos e cavacos
Sobrei eu, duro nos cascos
Bem curtindo pelo cheiro dos sovacos
Judia de mim...
E quem dança qualquer dança
A bonança não sabe o que é
Desconhece a esperança
No falso amor leva fé
Quem de paz se alimenta
Se contenta com migalhas
Não se aflinge
E corrige
As próprias falhas