Voz da Massa

Seu zé do caroço falou:
Quem cuida do nosso brasil?
Quem livra essa gente da dor?
Quem tem peito de ser varonil?
 
O ano dois mil já passou
Parece primeiro de abril
O mundo tá aí, não acabou
Mas cadê?
 
Ninguém sabe, ninguém viu
 
É a voz da massa
Que vai na raça
É a voz da massa
Que vem cantar em coro no meu samba
 
Criança no morro chorou
A autoridade não viu
Nem lembra que o trabalhador
É filho da pátria gentil
 
Meu samba é partido, é amor
Versando por esse brasil
Pedindo respeito e valor
Mas cadê?
 
Ninguém sabe, ninguém viu